Criança morre após apanhar do pai por urinar nas calças

Menino de dois anos levou surra com cano de PVC

Criança morre no Chile após apanhar do pai por urinar na calça ; violência infantil é frequente no país Um menino de dois anos morreu nesta quinta-feira (7) no Chile em consequência de uma surra dada seu pai por ter urinado na calça.

O menor D.C.N. faleceu no Hospital de Iquique, a 1.857 km ao norte de Santiago, onde tinha sido internado em coma. Segundo o promotor Víctor Ávila, responsável pela investigação do caso, o pai da criança, um boliviano sem residência legal no Chile, "sacudiu o menino repetidamente, bateu nele com um tubo de PVC e depois o jogou no chão". O crime ocorreu no vilarejo de Apamilca, na região de Pozo Almonte, no norte do Chile. O menino ficou inconsciente, teve fraturas múltiplas e lesões internas, acrescentou Ávila. De acordo com o promotor, no momento da detenção, o pai disse que "estava educando" seu filho.

A agressão foi denunciada por vizinhos. O menor recebeu um primeiro atendimento no consultório médico de Apamilca, mas, devido à gravidade de seu estado, foi levado para o hospital de Iquique. Ávila disse que a companheira do pai do menino, que não é sua mãe, também foi detida porque pode ter tido participação no crime.

O pai contou à polícia que o menino era fruto de uma relação anterior que teve em Oruro (Bolívia) e que tem uma filha de 1 ano e 4 meses com a atual companheira. Violência é frequente Este é o segundo caso do gênero no Chile nas últimas semanas. Em 21 de dezembro, um menino de dois anos morreu depois de uma surra de seu padrasto.

Segundo o último estudo do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef, na sigla em inglês) sobre maus-tratos no Chile, três em cada quatro crianças do país são vítimas de agressões físicas ou psicológicas em casa e uma em cada quatro é vítima de violência grave.

Fonte: R7, www.r7.com