Criança surda e muda é estuprada pelo padrasto em Teresina

O Conselho Tutelar já foi acionado e investiga o caso

Uma criança de quatro anos, foi levada pelo Conselhor Tutelar, na madrugada desta quarta-feira (09), para o Hospital de Urgência de Teresina (HUT) com suspeita de maus-tratos e estupro.

A menina, que é deficiente auditiva e também não fala, estaria sem comer há quatro dias, com vários hematomas pelo corpo e indicios de que estaria sendo abusada sexualmente. O principal suspeito pelos crimes é o padrasto identificado apenas por Erinaldo.

A mãe da garota identificada por Leila, foi presa em flagrante junto com o companheiro após terem sido denunciados por vizinhos no Bairro Santa Bárbara, na zona leste de Teresina.

O Conselho Tutelar já foi acionado e investiga o caso da criança que deve passar por exames periciais que vão confirmar o estupro, já que ela possui ferimentos nos órgãos genitais. O principal suspeito é o padrasto da criança e a mãe tinha conhecimento dos abusos sofridos, assim como as agressões físicas e nada fez para impedir. Segundo informações, a mãe tinha participação nos abusos e nas agressões, deixando a criança com ossos fraturados. 

O casal foi preso pelos policiais militares do 9º Batalhão de Polícia Militar (BPM) e levados para Central de Flagrantes de Teresina, onde devem aguardam decisão judicial para serem transferidos. 

A criança foi socorrida pela avó e a tia e levada para o Hospital de Urgências de Teresina. 

"Ela chegou no Hospital com sangramento nos órgãos genitais, escoriações pelo corpo e osso fraturados, inúmeross hematomas e lesões de épocas diferentes", disse Gilberto Albuquerque, diretor do HUT.

Image title

Fonte: Portal Meio Norte