Delegado afirma que jovem foi morto por engano em THE

Delegado afirma que jovem foi morto por engano em THE

Informações da Polícia apontam, que o assassino não tinha intenções de matar a vítima

Um assassinato cometido por engano vitimou o estudante Eduardo Felipe Ramos, 20, nas proximidades da sua residência, na Vila Firmino filho, por volta da 23h desta quarta-feira, 04. Informações da Polícia apontam, que o assassino não tinha intenções de matar a vítima e sim, outro jovem, conhecido por Gugu, que também mora na Vila Firmino Filho.

O episódio se deu após os bandidos armados em uma moto tomarem de assalto o veículo de uma professora nas proximidades do balão do Dirceu. ?Eles pararam, desceram da moto com uma arma e ficaram apontando para mim e para a minha mãe que estava no banco de passageiros?. Os assaltantes, ao baterem no vidro do carro, diziam nervosos que queriam apenas o veículo.

O carro ficou abandonado próximo à entrada do bairro Deus Quer. Os acusados ainda conseguiram roubar R$ 400,00 e uma máquina fotográfica, e, em seguida, cometeram o assassinato por engano.

Segundo o delegado Francisco das Chagas, o Bareta, que já está na investigação do caso, todo o cenário se deve a uma disputa pelo tráfico de drogas. Ele assegura que irá identificar o assassino nas próximas horas. ?Estamos investigando. Temos uma equipe no local. Faremos, com uma equipe de papiloscopistas, todo o levantamento de qualquer fragmento interno ou interno deixados por esses indivíduos. Contudo, eu só garanto que o crime será elucidado.

Para o coronel Alberto, da Polícia Militar, o homicídio da Vila Firmino Filho encontra uma justificativa no sentimento de vingança entre as gangues. ?O papel da Polícia é tentar prevenir, e, lamentavelmente, não houve essa prevenção. Mas agora nós estamos reforçando, fazendo uma prevenção e uma repressão no local?, completa.

Fonte: Denison Duarte