Criminosos colocam fogo em mais um dentista durante assalto a seu consultório no interior de SP

Criminosos colocam fogo em mais um dentista durante assalto a seu consultório no interior de SP

Pessoa que passava pela rua logo depois do crime ouviu os gritos da vítima e chamou a polícia

Dois criminosos atearam fogo em um dentista durante um assalto em um consultório de São José dos Campos, no interior de São Paulo.

Uma pessoa que passava pela rua logo depois do crime ouviu os gritos do dentista e chamou a polícia. A vítima foi levada ao hospital sedada e o estado de saúde não foi informado.

As circunstâncias do crime e o que foi levado pelos assaltantes ainda serão investigados pela polícia, que deve utilizar imagens do circuito de segurança de casas e estabelecimentos vizinhos para auxiliar na identificação dos suspeitos.

São Bernardo do campo

A dentista Cinthya Magaly Moutinho de Souza, de 47 anos, foi queimada viva durante um assalto dentro de seu consultório, na rua Copacabana, bairro do Jardim Anchieta, em São Bernardo do Campo. O crime aconteceu no dia 25 de abril. De acordo com a Polícia Militar, Cinthya atendia uma paciente ? cujo nome não foi divulgado ? quando criminosos apertaram a campainha. Um dos bandidos disse que precisava de atendimento odontológico e a dentista abriu o portão. Logo, mais dois invadiram a casa. A paciente ficou com os olhos vendados durante toda a ação e teve a bolsa, o celular e dinheiro roubados.

Cinthya disse que estava com pouco dinheiro, mas forneceu o cartão do banco e a senha. Os criminosos sacaram R$ 30 da conta da dentista em um banco próximo ao local do crime.

Segundo a paciente, única testemunha do crime, por volta das 12h30, a dentista começou a passar mal e, um dos bandidos, que aparentava ser menor de idade, resolveu encharcá-la com álcool para assustá-la. Segundo informações da polícia, eles queimaram a vítima por não terem conseguido levar mais dinheiro.

De acordo com o delegado seccional de São Bernardo, Waldomiro Bueno Filho, a paciente ? que não ficou ferida ? conseguia ouvir a dentista gritando "não faz isso" e pedindo socorro.

? Ela tentou apagar o fogo quando os bandidos fugiram, mas não foi possível. A dentista morreu em menos de três minutos.

Fonte: r7