Criminosos têm informações privilegiadas sobre caixas, diz PM

Criminosos têm informações privilegiadas sobre caixas, diz PM

De acordo com o tenente, o serviço de inteligência da PM investiga os criminosos, que atuam sempre no final da noite e durante a madrugada

O tenente Cleodato Moisés do Nascimento, porta-voz do Comando de Policiamento da capital paulista, acredita que as quadrilhas que explodem caixas eletrônicos em São Paulo contam com informações privilegiadas sobre os equipamentos que foram abastecidos recentemente. Segundo ele, os criminosos estão fortemente armados e agem de forma rápida. ?Esses grupos têm informação privilegiada porque buscam caixas que estão cheios?, diz Nascimento.

De acordo com o tenente, o serviço de inteligência da Polícia Militar investiga os criminosos, que atuam sempre no final da noite e durante a madrugada. ?Antes, era a gangue da marcha à ré, os roubos a condomínios, às joalherias em shoppings, os arrastões a restaurantes. À medida que a polícia vai atuando com inteligência, eles vão achando uma outra prática. E agora é essa mina de ouro que são os caixas eletrônicos?, afirma.

A PM, entretanto, não informa o número de caixas eletrônicos que foram explodidos na capital paulista ao longo de 2010. Todos os casos são registrados como assalto a banco.

Nascimento afirma que a PM tem direcionado o policiamento noturno para agências bancárias e tem iniciado a patrulha em locais onde estão instalados caixas eletrônicos 24 horas, como postos de gasolina e supermercados.

?Temos feito bloqueios policiais durante a madrugada, contando com o reforço da Força Tática e da Rocam [Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas], e fazendo a abordagem de pessoas em atitudes suspeitas. A tropa está mais atenta para este tipo de crime. A PM vai direcionar o policiamento não só para a área bancária, mas para locais mais periféricos, isolados.?

O tenente afirma que os criminosos trocaram o maçarico pelos explosivos porque a polícia tem conseguido chegar com rapidez aos locais onde acontecem os roubos.

Estratégias

Segundo Nascimento, o Comando Geral da Polícia Militar irá se reunir na manhã desta sexta-feira (13) com representantes da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) para traçar estratégias de combate a este tipo de crime. A ação da PM contra a chamada "saidinha de banco" também será discutida na reunião.

Fonte: G1