Curandeiro é detido com 180 crânios usados em rituais

Curandeiro é detido com 180 crânios usados em rituais

Caveiras serviriam para sessões de espiritismo e magia, segundo a polícia.

A polícia peruana apreendeu nesta segunda-feira (1º) 180 crânios humanos que estavam em poder de um homem que foi detido no Centro de Lima. Segundo a polícia, o homem é curandeiro.

A Polícia Nacional, que invadiu o local após uma denúncia anônima, informou que as caveiras serviam para sessões de espiritismo e magia e eram comercializadas por Augusto Cisneros Quispecondori, de 31 anos.

Quispecondori foi detido, e a polícia informou que investiga a procedência dos crânios. Autoridades suspeitam que as caveiras foram furtadas de um cemitério local.

Segundo a polícia, no local havia um altar no qual eram realizados rituais. A polícia também informou que confiscou produtos sem licença sanitária, como pós "supostamente mágicos" que eram comercializados pelo curandeiro.

Pela lei peruana, a pena para o tráfico de restos humanos ou por ofender a memória dos mortos é de seis anos de prisão.

Fonte: g1, www.g1.com.br