Custódia simboliza superlotação em presídios no Piauí

Só na Casa de Custódia Professor José Ribamar Leite, presídio com pior situação no Piauí

A conhecida express?o ?ver o sol nascer quadrado? no Piau? representa mais que cumprir pena em uma penitenci?ria. Significa tamb?m ter que dividir a min?scula cela com o dobro de sua capacidade. A falta de vagas para os detentos no Estado ? um problema vis?vel, uma vez que a capacidade das 14 penitenci?rias daqui t?m capacidade para comportar 2.105 presos e a popula??o carcer?ria daqui costuma flutuar em torno de

2.400 detentos.

S? na Casa de Cust?dia Professor Jos? Ribamar Leite, pres?dio com pior situa??o no Piau?, ? poss?vel verificar que a lota??o est? bem acima da capacidade. A estrutura foi constru?da para abrigar 336 detentos, mas atualmente est? com 668. Quantidade bem acima do dobro do que comporta o pres?dio.

?? algo que mostra uma grande fragilidade do nosso sistema prisional. Temos que trabalhar para conseguir reverter essa situa??o?, afirma a coordenadora do N?cleo de Execu??o Penal da Defensoria P?blica do Estado do Piau?, Viviane Pinheiro.

De acordo com a Secretaria de Justi?a, esse n?mero pode variar bastante, uma vez que a rotatividade de presos ? muito grande. Por outro lado, h? uma estimativa de que esse n?mero possa ser bem maior, uma vez que h? um grande n?mero de presos, sendo mantidos nos distritos policiais e que j? deveriam ter sido transferidos para as cadeias.

Em julho passado a Ordem dos Advogados do Brasil juntamente com a

Secretaria de Justi?a resolveram fazer um mutir?o para libertar em torno de 500 presos de menor periculosidade para que as vagas para os detentos comprovadamente mais perigosos pudessem surgir. S? em Teresina cerca de 40 detentos seriam libertados. O processo foi iniciado, mas poucos resultados foram mostrados.

Fonte: Francisco Lima, Jornal Meio Norte