Danilinho, ex-Atlético-MG, é acusado de estuprar jovem de 18 no México

Mulher de 18 anos afirma que jogador, atualmente no Tigres, a violentou e depois passou a persegui-la.


Danilinho, ex-Atlético-MG, é acusado de estupro no México

O meia brasileiro Danilinho, atualmente no Tigres, do México, foi acusado de estupro e ameaça de morte por uma mulher de 18 anos, de acordo com o jornal ?Cancha?, da cidade de Monterrey. Segundo a suposta vítima, Debanhi Zuazua Rentería, tudo aconteceu em julho, quando ela ainda era menor de idade.

- Eu já o conhecia há meses. Nós combinamos de nos ver e fomos a um bar. Estávamos lá bebendo, e depois disso ele me forçou a ter relações com ele. Quando ele me violou, eu disse: ?Não quero nada contigo, deixe-me em paz?. Foi quando ele começou a me molestar e me ameaçar, a tal ponto que eu já não queria sair de casa por medo ? disse a jovem.

A princípio, Debanhi foi com a mãe, no dia 11 de julho, fazer a denúncia no Centro de Orientação e Denúncia da Procuradoria de Justiça de Monterrey, mas depois sua mãe desistiu. Assim, no sábado passado, quando completou 18 anos, ela foi a uma agência do Ministério Público especializada em delitos sexuais para apresentar nova queixa. Tudo ainda sob ameaças do jogador.

- Ele continuou me marcando, me ameaçando. Fui morar na casa da minha melhor amiga porque ele não me deixava em paz. Dizia que comprava a polícia, comprava tudo, porque tem muito dinheiro. E eu dizia a ele: ?A única coisa que eu quero é que não fale comigo, não me procure. Não quero nada contigo, deixe-me em paz? ? relatou Debanhi.

Esta não é a primeira vez que Danilinho tem problemas no México. Em dezembro de 2011, ele foi denunciado por agressão física por Priscila Jiménez, na época menor de idade, depois de uma briga pelo término do namoro.

No ano passado, Danilinho atuou no Atlético-MG, mas também teve problemas. Sua passagem pelo Galo durou apenas oito meses, e ele deixou o clube após faltar duas vezes seguidas a um treino. Depois, o presidente da equipe, Alexandre Kalil, confirmou que a saída do jogador aconteceu por conta de questões disciplinares.

Fonte: Globo.com