Decretada prisão de jovem que ajudou namorada a matar a mãe

Decretada prisão de jovem que ajudou namorada a matar a mãe

A Justiça aceitou a denúncia do Ministério Público contra o jovem que participou do assassinato da sogra

A Justiça aceitou a denúncia do Ministério Público contra o jovem que participou do assassinato da sogra no dia 25 de maio, no Cachambi, zona norte. Daniel Duarte Peixoto ajudou a namorada, filha da vítima, a planejar e executar o crime. Ele teve a prisão preventiva decretada e responde por homicídio, ocultação ou subtração de cadáver ? a dupla ateou fogo no corpo para eliminar provas ? e corrupção de menores.

De acordo com a polícia, a morte de Adriana Moura de Rocha foi marcada por planejamento e muita frieza. O delegado Maurício Mendonça, da Delegacia da Taquara (32ª DP), disse que a adolescente de 17 anos pensou nos mínimos detalhes antes de comunicar o desaparecimento da mãe. Na casa onde elas moravam, os investigadores encontraram uma lista com tópicos para criar um álibi.

? Ela anotou coisas como o horário que diria à polícia que acordou, o local onde supostamente estaria no momento do crime. Estava tudo planejado.

A filha da vítima foi condenada à internação em uma unidade socioeducativa pela Vara da Infância e Juventude. Ela deve cumprir três anos de medidas socioeducativas.

De acordo com o jornal The Sun, mais quantidades da droga foram encontradas no carro da jovem, junto com uma pistola, munição e utilitários para usuários de substâncias químicas.

Durante seu julgamento, Christie admitiu ser dona da arma, portar drogas com a intenção de fornecê-la a outras pessoas e fazer contrabando dentro de prisões americanas.

Fonte: r7