Defesa de Bruno começa perícia na casa de ex-policial

Defesa de Bruno começa perícia na casa de ex-policial

Legista alagoano George Sanguinetti será o responsável pelos trabalhos

O legista alagoano George Sanguinetti, que foi contratado pela defesa do goleiro Bruno Fernandes para fazer uma perícia paralela à feita pela polícia, deve começar a fazer nesta sexta-feira (13) o que chamou de ?levantamento microscópico e macroscópico? na casa do ex-policial civil Marcos Aparecido dos Santos, conhecido como Bola. Ele é acusado de matar e ocultar o corpo da jovem Eliza Samudio, ex-amante de Bruno.

O objetivo de Sanguinetti, que também atuou junto à defesa do casal Nardoni - condenado por matar a menina Isabella Nardoni em São Paulo -, é colher provas que ajudem na defesa dos acusados de sequestrar e matar Eliza. Segundo ele, se a jovem realmente foi morta na casa de Bola ?é impossível não encontrar indícios que comprovem isso?.

Sanguinetti disse que seguirá a "curiosidade de perito" e colherá tudo o que achar necessário - objetos, amostras de terra e de partes da construção - para compor o laudo. Os trabalhos estavam previstos para acontecer na tarde de quinta-feira (12), mas o legista adiou a tarefa para esta sexta, pois precisará da luz do dia para colher provas.

Os cães de Bola que teriam comido restos mortais de Eliza não serão analisados pelo perito. Os cinco animais que estavam congelados aguardando o trabalho da perícia contratada pela defesa foram enterrados na tarde da última quinta-feira, segundo Sanguinetti. O legista afirmou que, se nem a Polícia Científica encontrou indícios de que os cachorros comeram restos do corpo de Eliza, não será ele que encontrará.

Sanguinetti disse que fará todos os trabalhos que os advogados de Bruno julgarem necessários para ajudar na defesa do ex-policial e do atleta. Contudo, ele irá propor que a perícia no carro do goleiro também seja descartada, pois já foi comprovado pela polícia que as amostras de sangue encontradas no veículo são de Eliza e do primo do atleta, de 17 anos.

Fonte: R7, www.r7.com