Defesa diz que Isabella Nardoni pode ter cortado tela e caído de janela do prédio

Isabella foi encontrada ferida, no dia 29 de março de 2008, no jardim do prédio

Além da tese de a menina Isabela Nardoni, 5 anos, ter sido jogada da janela do edifício London, em São Paulo, por uma terceira pessoa, como um assaltante, a defesa agora defende que a criança pode ter sido vítima de acidente doméstico. O advogado Roberto Podval disse, em entrevista ao Fantástico, que a menina poderia ter se assustado ao acordar e ver que estava sozinha. Ela teria então cortado a rede de proteção da janela e caído na tentativa de encontrar alguém da família.

Isabella foi encontrada ferida, no dia 29 de março de 2008, no jardim do prédio onde moram o pai, Alexandre Nardoni, e a madrasta, Anna Carolina Trotta Peixoto Jatobá, na zona norte de São Paulo. Segundo os Bombeiros, a menina chegou a ser socorrida e levada ao Pronto-Socorro da Santa Casa, mas não resistiu aos ferimentos e morreu por volta da 0h.

Em depoimento à polícia na época, o pai da menina afirmou que o prédio havia sido assaltado e a garota teria sido jogada por um dos bandidos. Segundo o Fantástico, Nardoni mantém a posição. Ele diz que saiu do carro com a filha no colo, entrou no elevador e foi até o apartamento. Segundo ele, Isabela não estava ferida.

Em 2008, a polícia de São Paulo descartou a possibilidade de acidente na morte de Isabella. Segundo o delegado Calixto Calil Filho, sangue encontrado no quarto e um buraco na tela de proteção de uma janela reforçam as suspeitas da polícia de homicídio.

O promotor Francisco Cembranelli disse que Isabella jamais faria isso. "Todas as formas foram investigadas. E até procurou-se estabelecer uma forma de comportamento de Isabella e chegou-se à conclusão de que se tratava de uma criança extremamente dócil e tranquila. Ela jamais praticaria um fato dessa envergadura, dessa natureza", afirmou Cembranelli ao Fantástico.

Outro caso

Em julho deste ano, a mãe deixou a filha sozinha em um apartamento por cerca de 20 minutos e a garota caiu do 5º andar. O circuito interno gravou o acidente, inclusive o momento da queda. A polícia descartou a participação dos pais da criança no incidente.

Fonte: Terra, www.terra.com.br