Delegacia faz fiscalização rigorosa a paredões em THE

Com 13 veículos e seis paredões apreendidos só nesse final de semana, a Delegacia do Silêncio está fechando o cerco contra os proprietários desse tipo

A Delegacia do Silêncio fecha o cerco contra os proprietários de veículos que ligam seus paredões e ultrapassam os decibéis permitidos para áreas urbanas.


Delegacia faz fiscalização rigorosa a paredões em THE

Só nesse final de semana, foram seis paredões e mais 13 veículos apreendidos na capital. Segundo o delegado titular da delegacia, Evaldo Farias, foi dado início ao que ele chamou de Operação Tolerância Zero e nenhum ato de perturbação de ordem pública será tolerado.

?Não há mais tolerância para estas pessoas. Se for pego, será punido. Ninguém terá uma segunda chance?, afirmou Farias. Para intensificar ainda mais os trabalhos, a Delegacia do Silêncio recebeu o apoio e firmou parceria com o Departamento de Trânsito do Piauí (Detran) e Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (Strans).

Enquanto a Strans atua aplicando multas, o Detran cedeu espaço para que os veículos apreendidos sejam depositados. ?Antes nós tínhamos dificuldade de encontrar um local para colocar estes veículos, mas agora isso não é mais problema?, afirmou o delegado.

Farias disse ainda que os atos de perturbação vindos dos proprietários destes veículos estão cada vez mais comuns em Teresina. A média de reclamações por final de semana chega a 70, por meio das ligações ou mensagens para o celular da Delegacia do Silêncio (8823-6768).

?A população não aguenta mais estes atos, são muitas reclamações que chegam até nós e nós não vamos mais aceitar esse tipo de abuso?, reiterou.

O delegado explica que pela Lei do Silêncio é necessário que haja aferição, para comprovar que o limite de decibéis permitidos foi ultrapassado.

Já de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro, a polícia é autorizada a levar o veículo sem a necessidade de aferição, bastando apenas uma denúncia por meio de mensagem de texto para o celular da polícia.

Além disso, a polícia também está sendo amparada pela Lei Municipal do Paredão, de 2011, que proíbe o abuso por parte dos donos de paredões em qualquer local do município de Teresina, além da Lei do Meio Ambiente.

?Nós estamos amparados pela lei e queremos também a parceria do Ministério Público e já estamos negociando esse apoio. Além disso, estamos tentando conseguir com a Secretaria de Segurança Pública um reboque, para que os carros possam ser levados, pois quando realizamos essas apreensões, os donos dos veículos fogem com as chaves e fica complicado levar o carro, e se tivermos o reboque, ficará bem mais fácil?, pontuou.

Além de tornar mais rígidas as fiscalizações, a delegacia torna ainda mais rigoroso o processo de retirada do veículo do pátio da delegacia ou do Detran.

Para que os proprietários levem seus caros e equipamentos de som para casa são necessários vários documentos, como certidão negativa, comprovante de residência, carteira de habilitação, documentos do veículo e do equipamento, e ainda a comprovação da profissão que exerce.

?Caso não nos apresente todos estes documentos, o veículo e o paredão vão para o Detran e abre-se um processo na Justiça, para que sejam definidas as punições?, disse o delegado.

Fonte: Pollyana Carvalho