Denúncia e foto leva polícia a identificar agressor de cadela

Denúncia e foto leva polícia a identificar agressor de cadela

Cão da raça Boxer sofria agressões físicas e era estrangulada por coleira.

A Polícia Civil de Santa Catarina intimou um homem a comparecer na delegacia de Rio Negrinho após denúncias de que o proprietário de uma cadela da raça Boxer estava agredindo o animal. Ele vai responder pelo crime de maus-tratos, cuja pena de detenção pode variar de três meses a um ano, além da multa.

A denúncia chegou à polícia contendo uma fotografia, na qual era possível ver a cadela sendo estrangulada pela coleira por uma pessoa de sexo masculino.

As denúncias também relatavam que os maus-tratos eram frequentes. O animal, de 1 anos de 3 meses, pertence à mulher do suspeito e era agredida sempre por ele quando ela não estava em casa.

Além de agressões físicas, o marido também costumava jogar “bombinhas” em direção à cadela, para que ela tivesse medo.

A Polícia Civil investigou o caso e começou a filmar as agressões à distância e flagrou, em imagens, a cadela, acuada, escondendo-se em uma casinha, com medo, após ele agredi-la com chutes, grites e puxá-la agressivamente pela coleira.

O marido foi intimado a comparecer na delegacia e, segundo a Polícia Civil, confessou as agressões.

Fonte: g1, www.g1.com.br