Desembargadores libertam Maria dos Milagres por falta de denúncias formais

Desembargadores libertam Maria dos Milagres por falta de denúncias formais

Hoje, a acusada busca na Justiça apenas o direito de ter as filhas por perto.

Na manhã desta terça-feira, 27, os desembargadores Erivan Lopes, Sebastião Ribeiro e Joaquim Santana concederam a Maria dos Milagres, acusada de agredir a própria filha de 1 ano e 3 meses em setembro, o direito de responder ao processo em liberdade.

O Habeas Corpus pedido pelo advogado da acusada, Jerson Morais, foi assegurado pelo Ministério Público por entender que não havia nenhuma denúncia formal contra Maria dos Milagres.

?O relator, analisando as informações, e que até a presente data não tem uma denúncia formalizada contra a Milagres, resolveu relaxar e colocá-la em liberdade para que ela possa responder ao processo em liberdade.?, disse o advogado.

Hoje, a acusada busca na Justiça apenas o direito de ter as filhas por perto. ?Provavelmente, ela vá fazer um pedido junto à Vara da Infância para que ela possa ter um direito de visita às filhas, assistido por alguém, determinado pela juíza?, conclui.

Maria dos Milagres estava presa há 1 mês e 18 dias na Penitenciária Feminina, em Teresina. A queixa foi prestada na Justiça pelo ex-marido que, na época percebeu hematomas no corpo da criança, na casa da ex-esposa. O bebê foi internado no Hospital Infantil com Fraturas nos braços, ombros e pernas.

Fonte: Denison Duarte