Detenta publica fotos em sua rede social de dentro de cadeia e escreve: "Vamos curtir na pista"; fotos

Detenta publica fotos em sua rede social de dentro de cadeia e escreve: "Vamos curtir na pista"; fotos

Em postagens, presa pede desculpa a Deus e posa com outras detentas

Uma detenta da Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, situada no Centro de Manaus, postou no Facebook várias fotos do dia a dia no presídio. As imagens das presas foram registradas entre os meses de junho e julho, e enviadas para a rede social via celular de dentro da cadeia. As fotos foram postadas no perfil de uma mulher que atualmente permanece presa na Cadeia Pública, como confirmou a Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos do Amazonas (Sejus).

Uma série de fotos vem sendo postada pela interna. Nas imagens, ela mostra o cotidiano na cadeia e aparece posando ao lado de outras detentas. "Vamos curtir mt nas pista parceirinha kkk bjks a todos (sic)", postou a detenta em uma das fotos que aparece ao lado de outra interna. Em outra publicação, a presa exibe as unhas recém-pintadas e diz "olha ai ju arrazou agora amei minhas unhas pr isso postei p vcs verem q apesar de ta aki temos a nossa propria manicure (sic)".

No dia 5 de junho, também através de um celular, a presa voltou a postar na rede social de dentro da cadeia: "obrigada senhor por tudo perdoa meus erros e abecoa minha familia e o meu amor boa madrugada a todos (sic)", trazia a postagem.

A última atualização do perfil da interna ocorreu por volta das 10h da manhã desta segunda-feira (8), quando a detenta comentou em uma das próprias publicações no Facebook.

Por meio da assessoria de comunicação, a Sejus afirmou que será instaurado um conselho disciplinar para apurar a situação e, se condenadas, as detentas poderão pegar punição de até 30 dias no isolamento por cometimento de falta grave. A Sejus informou ainda, que a partir do mês de agosto, o sistema de bloqueadores de celulares deverá estar funcionando em todo o complexo da Raimundo Vidal Pessoa, "objetivando qualquer possibilidade de uso de celulares pela população carcerária, paralelo a essa medida o enrijecimento das regras e das normas internas, bem como as revista minuciosas dos familiares das detentas será mantido".

Crise no sistema penitenciário

Em 2012 e no primeiro semestre deste ano, as unidades prisionais amazonenses registraram vários casos de fugas. Dentre eles, 42 presos fugiram do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) por um túnel.

No dia 2 de março, 42 presos fugiram do Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj) por um túnel. No mesmo mês, oito detentas fugiram da ala feminina da Cadeia Pública Raimundo Vidal Pessoa. As presas escalaram a muralha da unidade com a ajuda de uma corda artesanal, conhecida como "Tereza".

Dias após a fuga, dois presos morreram em menos de 24h na mesma cela da Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro de Manaus. As mortes ocorreram na noite do dia 19 e madrugada do dia 20 de março.

As falhas desencadearam uma crise no sistema prisional do estado e depois da fuga em massa, o governador Omar Aziz anunciou a exoneração do então secretário Estado de Justiça, Márcio Meirelles. Ele estava no cargo desde o dia 13 de maio de 2012. O delegado da Polícia Federal Wesley Aguiar assumiu o cargo no dia 7 de junho deste ano.









Fonte: G1