Detento quebra parede de cela para fugir da Penitenciária Mista de Parnaíba

Segundo informações de agentes penitenciários, ele teria quebrado a parede de uma cela e se escondido no telhado do presídio

Um detento identificado por Salustiano Pereira dos Santos Júnior tentou fugir na noite deste sábado (24/01) por volta das 20h30min da Penitenciária Mista de Parnaíba Juiz Fontes Ibiapina. Segundo informações de agentes penitenciários, ele teria quebrado a parede de uma cela e se escondido no telhado do presídio.

O detento está na unidade prisional há cerca de sete meses. Ele foi preso inicialmente acusado de roubo, previsto no artigo 157 do Código Penal Brasileiro. Após alguns meses de reclusão, Salustiano assassinou o seu colega de cela de nome Eduardo Alves de Sousa, que havia sido preso depois de decepar as mãos da sua própria namorada. O homicídio dentro da Penitenciária Mista de Parnaíba aconteceu no dia 2 de janeiro deste ano, e o preso assumiu a autoria do crime.

“A tentativa de fuga foi abortada depois que um Policial Militar flagrou a ação. De imediato, realizamos o primeiro procedimento que é cercar todo o presídio para analisarmos o que havia acontecido. Em seguida, realizamos a contagem dos internos e verificamos que havia um local violado. Após o detento ser identificado, iniciamos as buscas e conseguimos encontrar o preso já no telhado do pavilhão”, explicou André Seixas, agente penitenciário.

Ainda de acordo com André Seixas, o detento estava na cela sozinho por medidas de segurança. Segundo o agente penitenciário, após o episódio do homicídio dentro do presídio, os detentos tentaram matar Salustiano envenenado. “No dia em que ele foi envenenado o levamos para o hospital e os médicos fizeram uma lavagem estomacal. Resolvemos então, colocar ele isolado em uma cela. Outra exceção que abrimos a ele foi à questão da alimentação, que a própria família está trazendo pra ele. Mesmo com todos esses privilégios, o preso ainda tentou fugir”, afirmou.

Após alguns dias isolado, Salustiano teria “ganhado” um novo companheiro de cela. Mas segundo o agente penitenciário André Seixas, este detento de nome não revelado pediu na manhã deste sábado (24) para ser retirado da cela, pois estava sendo ameaçado de morte. “Segundo o preso, Salustiano disse que já havia matado um, e que para matar outro não era difícil. Assim deixamos ele mais uma vez sozinho, evitando outro homicídio”, concluiu.

Informações repassadas à reportagem do Portal Costa Norte dão conta de que a cela que teve a parede quebrada neste sábado (24/01) é a mesma onde um preso identificado por “Chico Fósforo” conseguiu fugir no dia 16 de dezembro de 2014.

Guarnições da Polícia Militar, comandadas pelo Tenente Vagno, também estiveram no local auxiliando os agentes penitenciários.








Clique aqui e curta o Meionorte.com no Facebook

Fonte: Portal Costa Norte