Detentos do RN tentam pôr fogo em bloqueadores de celular

Instalação de equipamentos motivou onda de ataques no estado

Detentos da Penitenciária Estadual de Parnamirim, na Grande Natal, fizeram um motim na noite de quarta-feira (3). Os presos empilharam colchões no pé do muro e atearam fogo. Segundo o secretário estadual de Justiça e Cidadania, Wallber Virgolino, "o objetivo era que as chamas atingissem o transformador ou a própria torre onde foram instalados os bloqueadores de celular". O Corpo de Bombeiros apagou o fogo.

Não há registro de feridos e o motim foi controlado. A Polícia Militar não soube informar se os bloqueadores foram danificados. Os aparelhos serão avaliados nesta quinta (4).

Foi a instalação dos bloqueadores que motivou a onda de ataques no Rio Grande do Norte, iniciada na sexta (29), segundo o governo do estado.

Virgolino confirmou que 12 presos da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, maior presídio do estado, foram transferidos nesta quarta para a unidade de Parnamirim - o que pode ter colaborado para a revolta dos detentos.

Já foram registrados 96 ataques em 33 cidades do Rio Grande do Norte, segundo a Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesed). Até às 19h30 de quarta, 86 pessoas já haviam sido presas suspeitas de envolvimento nos ataques.

Image title

Fonte: Com informações do G1