Detentos tentam entrar na Major Cesar com armas e celulares

Os presos saem para trabalhar e retornam à noite com armas.

Pelos menos quatro detentos da penitenciária Major César foram flagrados em posse de celulares, armas e drogas na segunda-feira, dia 29 de agosto. De acordo com o vice-presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários, Cleiton Holanda,  os acusados cumprem pena em regime semiaberto, podendo sair durante o dia para trabalhar e retornando de noite.

“Os presos aproveitam toda essa fragilidade da estrutura que não passou por reformas, revitalização. O que falta é  vigilância nas guaritas. Lá nós  temos cerca de 350 detentos para 7 agentes plantonistas, quando, na realidade, era para termos no minimo 30 para cobrir o perímetro daquela parte que é extremamente extensa”, afirmou Cleiton Holanda.

Os detentos, segundo ele, estavam portando armas, drogas e uma quantidade em dinheiro, além de garrafas de cachaça. Os agentes penitenciários perceberam movimentação e conseguiram impedir que os mesmos entrassem com o material na unidade prisional

Garrafas apreendidas mcom os detentos
Garrafas de cachaça apreendidas mcom os detentos

“O STF julgou improcedente o bloqueador, mas o estado pode, sim, custear. Esses presos saem para trabalhar durante o dia e era para retornar normalmente. Nesse retorno, eles vem cometendo crimes e mais crimes e tentam entrar com esses produtos [ celulares e armas] no interior da unidade. Devido à deficiência na estrutura da unidade, isso vem ocorrendo com muita frequência”, acrescentou.

Em nota, a Secretaria de Justiça do Piauí informa que está intensificado as ações de prevenção e repressão a crimes dessa natureza, contando, segundo o órgão, com o apoio dos agentes penitenciários e da secretaria de segurança pública do estado.

Droga, dinheiro e arma apreenddios com os detentos
Droga, dinheiro e arma apreendidos com os detentos




Fonte: Portal Meio Norte