Detido por divulgar fotos de Carolina Dieckmann nua é suspeito de golpe bancário

Detido por divulgar fotos de Carolina Dieckmann nua é suspeito de golpe bancário

Polícia diz que outros dois menores são suspeitos de invadir site da Cetesb.

A Polícia Civil afirma que o adolescente de 17 anos apreendido por suspeita de invadir o site da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) e publicar fotos da atriz Carolina Dieckmann nua está envolvido em golpes bancários na internet. Dois outros suspeitos foram identificados e devem ser ouvidos pelo delegado Hélio Bressan, titular da 4 ª Delegacia de Investigação sobre Fraudes Financeiras e Econômicas Praticadas por Meios Elettrônicos.

"A investigação está apenas começando. Os computadores apreendidos nesta manhã estão sendo clonados e já foram verificados diversos crimes financeiros relacionados a esse grupo. Acreditamos que essa seja apenas a ponta do iceberg", disse o delegado.

O adolescente foi apreendido na manhã desta segunda-feira (28) em Carapicuíba, na Grande São Paulo. Ele é apontado pela polícia como responsável por postar imagens da atriz na página principal do site da Cetesb em 15 de maio.

Segundo Bressan, o menor é suspeito de realizar clonagem de páginas de bancos e cartões de crédito para aplicar golpes. O delegado diz ter localizado, na casa do adolescente, manuais e apostilas para a infecção de computadores com vírus.

De acordo com o delegado, um dos suspeitos que ainda estão sendo investigados teria comprado ilegalmente nove tablets. "Esses golpes são praticados em forma de protesto, mas há uma vantagem financeira por trás das invasões", diz Bressan.

A Polícia Civil segue sem citar relação entre o menor apreendido nesta segunda e o grupo que teria roubado e vazado fotos íntimas da atriz em 4 de maio. O adolescente de 17 anos deverá responder por ato infracional análogo ao crime de atentado contra a segurança de serviço público, descrito no artigo 265 do Código Penal.

A atriz Carolina Dieckmann teve 36 fotos íntimas roubadas e publicadas na internet no começo deste mês. A polícia identificou quatro suspeitos de terem roubado as fotos. A polícia não apontou relação do adolescente apreendido nesta manhã em Carapicuíba com a invasão ao computador da atriz. Assim como o site da Cetesb, o portal da Prefeitura de Carapicuíba também teve as imagens de Carolina publicadas em uma invasão.

De acordo com o Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), o adolescente foi identificado no dia seguinte ao ataque, mas só pôde ser apreendido nesta segunda, após a obtenção de mandados de busca e apreensão.

Após tomar conhecimento da invasão, a Cetesb retirou o site do ar. Nesta manhã, os policiais estiveram na casa do adolescente, no bairro Jardim Rosa Linda, e na escola de informática onde ele dá aula, no Centro de Carapicuíba. Segundo a polícia, materiais gráficos e quatro computadores foram apreendidos na ação.

O garoto foi levado para a sede do Deic, na Zona Norte da capital paulista. Ele estava acompanhado de seu pai. A polícia investiga ainda a participação de um outro rapaz no caso.

O caso

A atriz Carolina Dieckmann teve 36 fotos íntimas roubadas e publicadas na internet na sexta-feira (4). Ela afirma ter recebido um pedido de R$ 10 mil para evitar a publicação das imagens. A polícia identificou quatro suspeitos de terem roubado as fotos do computador da atriz. Os envolvidos serão indiciados por furto, extorsão qualificada - e difamação.

Em entrevista Thiago Tavares, presidente da Safernet, organização não governamental de defesa dos direitos humanos na rede, disse que as fotos da atriz Carolina Dieckmann ?nunca? poderão ser completamente eliminadas da rede.

?Essas fotos já se perpetuaram na rede. Fizemos um levantamento que mediu a propagação em apenas um pedaço da internet, uma fatia da rede, que é a web?, contou Tavares. ?Além disso, as imagens estão salvas em centenas de milhares de HDs. Não tem mais como voltar a ser privado.?

Fonte: G1