Diretoria do Flamengo anuncia afastamento de Bruno durante investigação policial

Diretoria do Flamengo anuncia afastamento de Bruno durante investigação policial

Segundo repórter da rádio Globo, Bruno disse que "no futuro vai rir disso tudo".

A diretoria do Flamengo decidiu afastar o goleiro Bruno das atividades enquanto o caso envolvendo o jogador e o desaparecimento da estudante Eliza Samudio estiver sendo investigado. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (28) pela presidente do clube, Patricia Amorim. Bruno esteve na Gávea pela manhã e entrou pelas portas dos fundos da Gávea. Ele foi flagrado pelo repórter Cláudio Perrout, da Rádio Globo. Não quis gravar entrevista, mas disse estar "com a consciência tranquila".

"No futuro , vou rir disso tudo", afirmou ao jornalista.

Pouco depois, Patricia Amorim declarou que o atleta ficará afastado dos treinos do Flamengo com o restante dos jogadores.

"O Flamengo lamenta profundamente o ocorrido com um de nossos atletas. Entrego ao departamento jurídico as normas que o clube vai adotar. Entendemos o momento delicado para o clube, mas é um problema particular do jogador. O Flamengo entende que não tem competência para julgar qualquer situação, e tão logo aconteça esse julgamento da Justiça o Flamengo tomará, com tranquilidade, as medidas cabíveis. Só podemos dizer que ele fica afastado do grupo que vai para Itu, e permanece treinando no Ninho do Urubu", disse a presidente.

Bruno não participou do treino na manhã desta segunda-feira, na Gávea. A atividade estava marcada para começar às 9h (horário de Brasília), mas o goleiro só chegou ao clube por volta de 10h40. Segundo a assessoria de imprensa rubro-negra, o atraso aconteceu porque o jogador se confundiu e foi para o Ninho do Urubu. O jogador ficou apenas cerca de 20 minutos no clube.

Fonte: g1, www.g1.com.br