Djalma Filho chora ao lado de caixão de Donizetti Adalto. Acusado vai à Juri Popular

O relator do processo foi o desembargador Valério Chaves, que seguiu pedido feito por Noleto

A 1a- Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Piauí decidiu, por unanimidade, que o advogado e ex-vereador Djalma Filho será julgado em júri popular pelo assassinato do apresentador Donizetti Adauto dos Santos. O crime aconteceu em 19 de setembro de 1998.

O relator do processo foi o desembargador Valério Chaves, que seguiu pedido feito pelo juiz do Tribunal do Juri Popular de Teresina, Antônio de Jesus Noleto. A data do julgamento será decidida por Noleto.

Djama Filho pode recorrer da decisão no prazo de cinco dias a contar da sessão de amanhã, dia 05.

Na foto, publicada no ai5piaui, Djalma Filho emocionado junto ao caixão de Donizetti Adauto.

Fonte: Portal Meio Norte, www.meionorte.com