DNA de assaltantes do Banco Central em Fortaleza é analisado

DNA de assaltantes do Banco Central em Fortaleza é analisado

O alarme teria sido acionado, mas ninguém desconfiou que fosse um roubo

A Polícia argentina investiga a participação de assaltantes do Banco Central de Fortaleza em outra ação em Buenos Aires.

Como em Fortaleza, eles alugaram um ponto ao lado do banco, cavaram um túnel durante meses e retiravam a areia de forma simulada do local. Encapuzados, os ladrões teriam passado várias horas dentro da área onde estão 136 cofres.

O alarme teria sido acionado, mas ninguém desconfiou que fosse um roubo. Para confirmar a suspeita, agentes da Polícia Federal do Brasil chegam à Capital na próxima semana, com uma série de provas como, digitais e exames de DNA dos acusados ao roubo na capital cearense, em 2005.

Fonte: Diário do Nordeste, www.diariodonordeste.com.br