Dois acusados de matar 27 presos são julgados

No total, 16 pessoas devem ir a júri em Porto Velho neste mês

Começou nesta quarta-feira (5), em Porto Velho, o julgamento de dois acusados de envolvimento na morte de 27 presos na Casa de Detenção José Mário Alves, conhecida como Urso Branco. Os assassinatos aconteceram em 2002. Os réus estavam presos na mesma unidade na época do crime.

De acordo com o Tribunal de Justiça de Rondônia, até o fim de maio, 16 acusados do mesmo caso serão julgados, em seis sessões. Em cada uma delas, haverá dois ou três réus.

O advogado Walter Berbardo de Araújo, da Defensoria Pública, disse que, inicialmente, todos os acusados negam a autoria. O promotor de Justiça Renato Puppio afirma que a pena total para cada um dos réus pode chegar a 324 anos de prisão.

Ainda de acordo com o TJ, ex-diretores da unidade prisional também foram acusados de envolvimento nas mortes, mas recorreram da decisão e aguardam julgamentos de recursos.

Fonte: g1, www.g1.com.br