Dois são mortos por conflito de terras; empresa envia nota

As duas Fazendas travam luta na Justiça por causa de um terreno.

Dois homens, funcionários de uma  Fazenda de nome Canaã, foram assassinados a tiros na zona rural do município de Baixa Grande do Ribeiro, a cerca de 585 km de Teresina. O conflito aconteceu entre as Fazendas Anta e Brejo Seco, onde o gerente da Fazenda Canaã conhecido como Ney e seu funcionário Ademar foram mortos a tiros. 

De acordo com o delegado de Uruçuí, Célio Benício, Ney e seu funcionário foram até um limite de terra conversar com seguranças da outra Fazenda Anta. No momento em que Ney saiu  em direção ao seu carro, um outro veiculo, contendo mais seguranças, se aproximou e os [seguranças] desceram e efetuaram tiros que atingiram ambos na região das costas. 

"O duplo homicídio ocorreu em uma área que fica entre as fazendas Anta e Brejo Seco, a 90 km de Baixa Grande. A motivação do crime foi a disputa de terra que já vem ocorrendo há anos entre os proprietários das duas Fazendas Canaã e Anta. Os autores seriam um pessoal contratado de uma empresa de segurança. Eles [os supostos assassinos] eram contratados da Fazenda Anta", afirmou. 

Os suspeitos, que estavam em dois veículos Hillux e Duster, empreenderam fuga logo após o crime. Os funcionário de Ney perceberam sua demora e e foram até o local, mas só encontraram o carro Duster em fuga. Teve início uma perseguição que resultou no capotamento do Duster.

Os funcionários de Ney renderam os ocupantes do carro que foram obrigados a  repassar a localização de onde estavam os dois feridos que foram encaminhados para a cidade de Tasso Fragoso, mas não resistiram e morreram.

A empresa RH Segurança enviou nota de esclarecimento sobre o ocorrido.

Confira nota:

A empresa RH Segurança vem a público através de nota fazer esclarecemintos sobre informações contidas na reportagem “Dois Homens são mortos durante discussão por conflitos de terras”,

"Os profissionais da RH Segurança agiram em legítima defesa e os procedimentos tomados durante o conflito que aconteceu em fazenda do município de Baixa Grande do Ribeiro, interior do Piauí, na tarde desta segunda-feira (05/09/2016) estavam dentro da regularidade. Os procedimentos adotados na ação foram realizados conforme as normas de segurança padrão. Os profissionais, que estavam no exercício legal da profissão de segurança, seguiram o procedimento padrão ao constatar a invasão da fazenda contratante dos serviços da empresa RH Segurança. Foi solicitado que os invasores se retirassem do local, porém os mesmos efetuaram disparos contra a equipe de segurança, o que ocasionou a defesa da equipe de profissionais da RH Segurança. As autoridades responsáveis, Polícia Militar e Polícia Civil, estão cientes sobre o contrato da fazenda com a empresa RH Segurança. A empresa está com todos os documentos necessários para comprovar sua regularidade: contrato de prestação de serviços de segurança patrimonial, ofício encaminhado às autoridades responsáveis do município e guia de tráfego de armas.


A empresa RH Segurança, que está no mercado há 12 anos é composta por profissionais com formação acadêmica e experiência profissional na área de segurança pública e privada, está tomando todas as medidas judiciais contra possíveis acusações injuriosas e caluniosas em relação a ação efetuada na fazenda".





Fonte: Portal Meio Norte