'Don Juan do DF' é encontrado morto em porta-malas de carro

Após aplicar golpes em mulheres ricas, homem é encontrado morto

O homem que foi preso pela Polícia do DF por suspeita de cometer estelionato contra mulheres ricas no Lago Sul, região nobre de Brasília, morreu na madrugada desta terça-feira (1º). O corpo de Antônio Carlos Guimarães estava amarrado e amordaçado dentro do porta-malas de um carro estacionado em um condomínio no Paranoá (DF).

Image title

O "Don Juan do DF" gostava de ostentar: andava sempre bem vestido e mostrava na internet fotos com carros importados e dizia que tinha apartamento em Miami, mas quase tudo era farsa. Ele acabou preso quando esperava um morador de rua que atuava como laranja dele. O comparsa teria aberto uma conta para Antônio receber dinheiro das vítimas. Os agentes o prenderam na hora em que o ajudante tentava pegar mais um empréstimo.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o corpo do "Don Juan do DF" foi encontrado por vigilantes do condomínio, durante uma ronda. Eles teriam estranhado o carro estacionado com um dos vidros quebrados, decidiram verificar e encontraram a vítima dentro do porta-malas, com muitos ferimentos e as mãos amarradas.

Um dos moradores é bombeiro e rapidamente foi chamado para ajudar no resgate. O homem chegou a ser socorrido, mas morreu no local poucos minutos depois, antes mesmo de ser encaminhado para o hospital.

Fonte: Com informações do R7