Dona-de-casa assassina o marido em Fortaleza

Sônia confessou ter matado o marido após um dia bastante tumultuado

Um crime ocorrido em um apartamento do Condomínio Sagarana, na Rua 105 do Conjunto Esperança, envolveu toda uma família e causou surpresa aos moradores do edifício. Na noite da última segunda-feira (1º), o funcionário público federal Valdir Inácio Ferreira, 49, natural de Minas Gerais, servidor do IBGE, foi assassinado a golpes de martelo na cabeça e facadas.

A mulher dele, Sônia Maria Pena Ferreira, 45, dona-de-casa, natural de Macaé, no Rio de Janeiro, confessou o crime. Segundo testemunhas, ela teve a ajuda da filha, Dillene Pena Ferreira, 20, cantora e estudante universitária. O namorado de Dillene, Lucas de Melo Alves Coelho, 22, universitário, também estava no apartamento quando tudo aconteceu.

Somente 10 horas após o crime, Sônia, Dillene e Lucas se apresentaram espontaneamente à Polícia, no 8ºDP (Conjunto José Walter). A delegada Marta Monteiro estava de plantão. ?Apreendemos o martelo e a faca utilizados no crime. A vítima teve o rosto esfacelado. Também foram apreendidas as roupas que os acusados usavam, sujas de sangue?, destacou.

Em seu depoimento na delegacia, Sônia confessou ter matado o marido após um dia bastante tumultuado. ?Era casada com ele há 28 anos, atualmente ele estava de licença do trabalho para tratamento psiquiátrico. Era um homem violento, principalmente quando usava álcool e drogas. Ele era viciado em cocaína. Já havia me agredido várias vezes?, contou.

Fonte: Diário do Nordeste, www.diariodonordeste.com.br