Dono de restaurante que ocorreu explosão presta depoimento

Delegado quer ouvir dono do local para esclarecer circunstâncias


Dono de restaurante que ocorreu explosão presta depoimento
O dono do restaurante Filé Carioca, Carlos Rogério do Amaral, já está na 5ª DP (Mem de Sá) para prestar depoimento nesta segunda-feira (17) sobre a explosão no local, na quinta-feira (13). Segundo o delegado Antônio Bonfim, surgiram novos elementos que precisam ser explicados, como a existência de gravações de imagens do circuito interno do restaurante e de recarga e manutenção do sistema de gás do recinto. Três pessoas morreram no acidente e 17 ficaram feridas.

De acordo com o delegado, as imagens estão no disco rígido do computador, encontrado sob os escombros do prédio. Segundo Bonfim, o dono do restaurante conseguia ver de casa o que acontecia no estabelecimento, mas não tinha como gravar as imagens de lá.

Costelas quebradas

No sábado (15), o advogado do dono do restaurante, Bruno Castro, esteve na delegacia e informou que seu cliente estava muito abalado, sendo acompanhado por um médico.

Castro contou ainda que, segundo seus clientes, o restaurante estava regularizado, já que tinha alvará da prefeitura para funcionar, e que o estabelecimento não foi fiscalizado pelo Corpo de Bombeiros porque não fazia parte do condomínio do edifício Riqueza.

Edvaldo Santos da Silva mostra foto da mulher Daniele (Foto: Lilian Quaino/G1)Edvaldo Santos da Silva mostra foto da mulher

Também na tarde desta segunda-feira (17), Edvaldo Santos da Silva foi à 5ª DP em busca dos documentos da mulher Daniele, de 18 anos, garçonete do restaurante, que está internada em estado grave no Hospital Souza Aguiar, no Centro. Segundo disse, os documentos dela estão desaparecidos. Ele falou ainda que ela apresentou dificuldades para respirar e foi entubada nesta manhã.

Fonte: G1