Dupla acusada de várias execuções em Fortaleza é presa pela Polícia

Dois homens, acusados de praticar diversos homicídios nos bairros Sapiranga e São Miguel, foram presos por inspetores da Divisão de Homicídios

O primeiro a ser preso, Francisco Ribeiro da Silva Filho, 20, o ´Ribeirinho´, é acusado de participação no homicídio que vitimou Francileudo Ferreira Lima. Esse crime de morte ocorreu na tarde do dia 19 de abril último, defronte ao Fórum Clóvis Beviláqua, no bairro Edson Queiroz.

Deu fuga

As investigações apontaram que ´Ribeirinho´ era o condutor do carro utilizado no transporte dos executores de Francileudo Ferreira Lima. Os acusados de serem os matadores, Flaviano de Almeida Barbosa e Anaílton Vieira da Silva, mais conhecido pelo apelido de ´Cunhado´, foram presos, também por inspetores da DHPP.

´Ribeirinho´, de acordo com informações da Polícia Civil, é membro da gangue do Coqueirinho. Francileudo Lima fazia parte da gangue da Mangueira.

Os grupos criminosos são rivais e disputam o mando no controle da venda de drogas. Muitas pessoas já foram assassinadas por conta dessa disputa pelo controle do tráfico naquela área.

A prisão do acusado foi efetuada na Rua Joana Sampaio no limites dos bairros São Miguel e Alagadiço Novo.

Piscinas

O segundo preso foi identificado como Lindenberg Lemos Cavalcante, 21, mais conhecido por ´Berg´. O diretor da DHPP, delegado Luiz Carlos Dantas, informou que contra ´Berg´ pesa a acusação de ser o mandante de um caso de duplo homicídio que vitimou os jovens primos Francisco André Machado, 21; e Cícero Machado da Silva, 24.

O crime foi praticado na tarde do dia 17 de setembro deste ano, no terreno de uma loja de venda de piscinas, localizada na Avenida Washington Soares.

´Berg´, segundo informações passadas pelo diretor adjunto da DHPP, delegado Ricardo Romagnoli, é um dos chefes da gangue da Lagoa Seca, que atua no bairro da Sapiranga.


Dupla acusada de várias execuções em Fortaleza é presa pela Polícia

Os adolescentes recrutados pelo suspeito de ser o mandante do crime foram apreendidos também pela equipe da DHPP, durante diligências contínuas em toda a região.

Os acusados presos já respondem a vários processos na Justiça. ´Ribeirinho´, por exemplo, figura em três processos por roubo de carros, uma receptação, porte ilegal de arma e um homicídio. Os veículos tomados de assalto foram utilizados no cometimento de outros delitos, de acordo com as informações passadas pelos delegados Luiz Carlos Dantas e Ricardo Romagnoli.

"Berg" é processado por três homicídio e um porte ilegal de armas. Além disso, pesam contra os dois presos suspeitas de outros crimes de morte que estão sob investigação na DHPP.

Investigação

Luiz Carlos Dantas salientou que os crimes de morte registrados naquela área, pertencente à Grande Messejana, e que ainda estão sob investigação, podem ter participação dos dois acusados presos.

"Não encontramos nada que aponte o envolvimento deles nos crimes mais recentes, mas existe a possibilidade, pois as investigações ainda estão em andamento", frisou o diretor.

Por conta dos constantes conflitos naquela área da Capital, a Polícia Militar tem mantido um patrulhamento constante, com viaturas do 16º BPM, Batalhão de Choque e BPRaio.

Fonte: Diário do Nordeste