Dupla é presa acusada de invasão e furto de mais 100 galinhas em casa de médico

O investigador Astrogildo Fernandes já estava inquirindo o caso já que haviam sido furtados mais de cem animais entre galinhas, capotes, carneiros e patos. Os suspeitos já eram conhecidos.


Após ter a propriedade residencial furtada dez vezes, a polícia conseguiu prender, por volta das 21h30 de segunda-feira (20/04), dois homens acusados de furto de animais, na casa do ortopedista Osvaldo Gomes, no Bairro São Judas Tadeu, em Parnaíba. O investigador Astrogildo Fernandes já estava inquirindo o caso já que haviam sido furtados mais de cem animais entre galinhas, capotes, carneiros e patos. Os suspeitos já eram conhecidos.

Quando uma guarnição comandada pelo cabo Júlio, tendo como patrulheiros os cabos Arnóbio e Marcos, fazia ronda no Bairro João XXIII, se deparou com Antônio Felipe Pereira Silva, de 26 anos, mas conhecido “Puxa”. Por ser ele um dos suspeitos dos furtos, foi abordado. Após alguns questionamentos do cabo Arnóbio e do investigador Astrogildo, “Puxa” afirmou ter participação nos furtos de animais.

Os policiais seguiram para capturar os outros acusados. Antônio Silva Informou ainda, mais dois nomes de comparsas. Um deles identificado somente pelo nome de Daniel, não foi encontrado e escapou da polícia. O outro Raimundo Nonato Araújo da Silva, 28 anos, mais conhecido “Pirrolinha”, foi preso no Bairro São Judas Tadeu. Com eles foram apreendidos quatro capotes, quatro galinhas e um pato. Os dois ainda entregaram para quem venderam parte do furto.

Algumas pessoas que receptaram o furto seguiram para a Central de Flagrantes, mas foram perdoadas pelo médico. Eles se comprometerem em devolver cinco animais entre galinhas e capotes. Outro se comprometeu em devolver vinte animais furtados e que seriam vendidos em uma feira de Parnaíba. O médico Osvaldo disse que construiu um muro alto e seguro, com muitas vigas de ferro, em torno de sua residência; mas os ladrões cavaram por baixo do chão e furaram o muro. Por tantas vezes ter sido vítima de furtos resolveu recorrer a polícia por auxílio

 

Fonte: Proparnaiba