Dupla pega 100 anos por matar mulheres e afogar crianças

Alex foi condenado à pena de 100 anos e 8 meses de prisão, e Anderson, a 102 anos.

O Tribunal do Júri em Itajuípe, a 418 km de Salvador, condenou, na quarta-feira, Anderson Gonçalves dos Reis, 27 anos, e Alex de Paula Silva, 26 anos, a mais de 100 anos de reclusão em regime fechado. Eles são acusados de matar três mulheres e duas crianças em março de 2007 em um sítio em Itajuípe.

Alex foi condenado à pena de 100 anos e 8 meses de prisão, e Anderson, a 102 anos. As três mulheres - 40, 26 e 25 anos - foram mortas a facadas e a golpes de enxada. As crianças - 5 e 2 anos, filhos de duas das vítimas - foram afogadas em um tonel, no fundo da casa.

O julgamento do acusado de ser o mandante, um técnico da Petrobras de 56 anos, amante de uma das mulheres e pai de uma das crianças, foi adiado para o dia 15 a pedido da promotoria. O crime foi considerado triplamente qualificado no assassinato das duas crianças, e duplamente qualificado para as três mulheres.

Fonte: Terra, www.terra.com.br