Dupla pega 31 anos por tortura de jornalistas

Além da tortura, os acusados roubaram alguns objetos dos jornalistas

O juiz Alexandre Abrahão, da 1ª Vara Criminal de Bangu, condenou, nesta quarta-feira (12), o ex-policial civil Odinei Fernandes da Silva e Davi Liberato de Araújo a 31 anos de reclusão pelos crimes de tortura, quadrilha armada e roubo.

Segundo a polícia, eles faziam parte da milícia que torturou e roubou uma equipe de reportagem e o motorista do jornal O Dia , no dia 14 de maio de 2008, na Favela do Batan, em Realengo, Zona Oeste. A pena será cumprida em regime fechado em razão da gravidade dos fatos.

Na sentença, o juiz afirma que o processo demonstra que os suspeitos constrangeram as vítimas com emprego de violência e grave ameaça, causando-lhes sofrimento físico e mental com o fim de obter informações.

Além da tortura, eles roubaram alguns objetos dos jornalistas, como perfume, celular, máquina fotográfica e dinheiro, que não foram recuperados.

Fonte: g1, www.g1.com.br