Dupla presa por assassinato de atriz confessa crime ao depor

Suspeitos alegaram que não tinham a intenção de matar Cecília Bizzoto.


Dupla presa por assassinato de atriz confessa o crime em depoimento

Os dois suspeitos presos pela morte da atriz Cecília Bizzoto, durante um assalto no bairro Santa Lúcia, região nobre de Belo Horizonte, confessaram o crime em depoimento à Polícia Civil. Gleisson Martins Horácio, de 28 anos, conhecido como Tiquin e Luiz Henrique da Silva Paulino, 20 anos, também identificado por Lulu ou Braço, alegaram, no entanto, que não tinham a intenção de matar a artista com o tiro. Eles foram apresentados pela polícia na manhã desta quinta-feira (25).

A dupla foi presa durante uma operação no aglomerado Morro das Pedras, região sul da capital mineira. Eles foram identificados pelo retrato falado feito pelo investigador Alexandre Diedeza, com a ajuda do irmão e da cunhada de Cecília, que testemunharam o assalto.Um terceiro comparsa, que teria dado cobertura ao crime e dirigido o carro que levou os bandidos até a casa da atriz, ainda está sendo procurado.

De acordo com a polícia, Horácio foi o autor do disparo que matou a atriz. A arma usada no crime não foi encontrada. Ele já cumpriu pena de dois anos e oito meses por crime contra o patrimônio e possui ainda passagens por furto, porte ilegal de armas e uso de drogas. Já Paulino já foi detido pelo uso de entorpecentes.

A dupla foi levada para o Ceresp São Cristóvão. As investigações em busca do outro suspeito envolvido no caso continuam sob a coordenação da delegada Elenice Cristine Batista Ferreira, da delegacia de homicídios da região sul.

O crime

A atriz, de 32 anos, foi morta na madrugada de 7 de outubro dentro de casa. Três homens invadiram o local e renderam o irmão de Cecília, que estava com a namorada. Enquanto procuravam por objetos de valor, perceberam que havia um cômodo anexo.

Um dos bandidos teria supreendido a atriz mexendo no celular, provavelmente tentando acionar a polícia. Ela foi agredida com uma coronha e morta com um tiro no peito. Os bandidos fugiram com celulares e a chave de um dos carros da família. Ciça deixou um filho de 12 anos.

Fonte: R7, www.r7.com