Dupla sertaneja acusada de roubo têm a liberdade negada

Dupla sertaneja acusada de roubo têm a liberdade negada

A defesa dos irmãos havia entrado com um pedido de liberdade junto à juíza Erica Pereira de Sousa

A Justiça de Ibitinga, no interior de São Paulo, negou nesta sexta-feira (13) o pedido de liberdade provisória para os irmãos Altemir e Altair Barreiros, que formaram a dupla sertaneja Dudu di Valença e Rodrigo em 2006, segundo o Tribunal de Justiça de São Paulo. Os dois estão presos desde terça-feira (10) no Centro de Detenção Provisória (CDP) em Araraquara, por suspeita de furtar joias de uma loja em Ibitinga. De acordo com a Polícia Civil, eles negaram o crime e alegaram inocência em seus depoimentos.

A defesa dos irmãos havia entrado com um pedido de liberdade junto à juíza Erica Pereira de Sousa, de Ibitinga, alegando que os dois são primários - nunca tiveram passagens antes pela polícia -, têm residência fixa - Altemir mora em Goiânia; Altair, em Rondonópolis (MT) -, e trabalham - Altemir é cantor e Altair, vendedor.

Questionados sobre qual é a versão dos seus clientes para as acusações de que furtaram joias, os advogados Altair Arantes e Deivid Zanelato não quiseram comentar o assunto e informaram que vão aguardar a conclusão do inquérito policial para se pronunciarem e dar a versão dos irmãos.

De acordo com a Polícia Civil, o cantor Altemir, que tem 38 anos e atualmente está em carreira solo com o nome artístico de Dudu di Valença, entrou em uma joalheria na cidade sobre o pretexto de fazer compras e furtou um anel no momento em que o vendedor mostrava as joias.

O vendedor Altair, de 42 anos e que desfez a dupla com o irmão há cinco anos, é suspeito de envolvimento com o crime porque aguardava Altemir do lado de fora da loja com o carro ligado. No veículo, a polícia encontrou nove aneis, duas pulseiras, uma caneta Montblanc e um relógio Rolex.

Segundo o delegado Carlos Alberto Ocon de Oliveira, os irmãos vão responder por furto qualificado. Ele informou que os dois escolhiam os alvos pela internet e já furtaram ao menos 25 joalherias em todo o país. Em um dos casos, acabaram filmados por câmeras de segurança. As fotos deles foram distribuídas a várias lojas de joias do interior do estado de SP.

De acordo com o advogado Altair Arantes, a dupla Dudu di Valença e Rodrigo surgiu em 1997, com Altemir sempre como Dudu na primeira voz. Outros cantores faziam às vezes de Rodrigo. ?Em 2006, Altemir convidou o irmão e Altair passou a cantar como Rodrigo. Mas a dupla durou só oito meses?, disse Arantes.

De acordo com o defensor dos irmãos, a divulgação da prisão dos irmãos está causando uma confusão em Goiás porque um ex-parceiro de Altemir que cantava como Rodrigo está sendo confundido no estado. ?Esse rapaz cantou com Altemir de 2008 a julho de 2010, quando a dupla Dudu di Valença e Rodrigo foi desfeita completamente. Desde então, Altemir passou a cantar sozinho, somente com o nome Dudu di Valenca?, disse o advogado Altair.

Fonte: g1, www.g1.com.br