Durante cavalgada, PM mata pit bull que atacava cavaleiros

PM informou ainda que vai avaliar se houve excessos na ação do policial.


Um cachorro da raça pit bull atacou um grupo de cavaleiros que participava de uma cavalgada na tarde de sábado (12), em Três Lagoas, distante 338 quilômetros de Campo Grande. Para conter o ataque, um policial militar atirou no animal.

Enquanto o animal tentava morder os cavaleiros, eles se defendiam com chicotes. Momentos depois, um policial militar se aproxima do grupo e dispara contra o cachorro.

O ataque ocorreu por volta das 12 horas, na rua Manoel Pedro Campos, no bairro Nossa Senhora Aparecida. Segundo informações da Polícia Militar, o agente estava no local para fazer o controle do trânsito durante a cavalgada, um evento tradicional que percorre ruas de diversos bairros da cidade.

Os homens que sofreram os ataques do pit bull durante a cavalgada registraram um boletim de ocorrência sobre omissão de cautela na guarda ou condução de animais contra a dona do cachorro, de 22 anos.

A assessoria de imprensa da PM informou ao G1 que é obrigação dos policiais conter pessoas ou animais que estejam causando transtornos à segurança pública.

A assessoria informou ainda que vai avaliar se houve excessos na ação do policial. A Polícia Civil deve abrir inquérito para apurar os motivos de o cachorro estar solto na rua e a eventual responsabilidade da dona do animal.

Fonte: g1, www.g1.com.br