Eike vê Polícia Federal apreender três veículos da casa de Luma de Oliveira no RJ

Agentes cumpriram decisão da 3ª Vara Criminal da Justiça Federal do Rio

Agentes da Polícia Federal fizeram na manhã desta quinta-feira operação na casa da ex-modelo Luma de Oliveira, ex-mulher do empresário Eike Batista. Os agentes levaram três carros, sendo dois do modelo Toyota Hilux e um BMW X5. A Range Rover de um dos filhos de Eike e Luma, Thor, não estava na casa e não foi levada. Os modelos Toyota são estimados em R$ 175 mil cada.

Os agentes chegaram ao local por volta das 7h30m e entraram na casa por volta de 7h40m. Foram recebidos por Thor e pelo chefe da segurança da mansão. Visivelmente irritada, a ex-modelo aguardava na cozinha, já maquiada, vestida com uma calça azul justíssima e uma miniblusa, segundo uma testemunha que acompanhou a operação.

Eike Batista, por sua vez, chegou por volta das 7h50m, mas não quis dar declarações. Ele estava vestido informalmente: calça de plush e blusa de malha. Durante a permanência dos policiais ele aparentou muita calma, assim como Thor, que, ainda segundo a testemunha, foi gentil com os oficiais. Depois que os agentes saíram, Eike permaneceu na casa.

A operação cumpriu mandado de busca e apreensão da 3ª Vara Criminal da Justiça Federal do Rio de Janeiro, atendendo a pedido do Ministério Público Federal do Rio (MPF-RJ).

Nesta quarta-feira, Eike teve um iate, três jet skis e duas outras embarcações apreendidos em Angra dos Reis. E, na última sexta-feira, teve seis carros, computadores, quadros, o telefone celular do empresário, um piano e R$ 90 mil em dinheiro apreendidos em sua casa no Jardim Botânico.

Entre os automóveis de Eike apreendidos está o Lamborghini Aventador LP700-4, modelo 2012 — com 700 cavalos, que atinge até 350 quilômetros por hora e chega do zero aos 100 Km/h em apenas 2,9 segundos — avaliado em R$ 2,8 milhões e que decorava a sala do empresário. Também está no pátio da PF no Rio o Porsche Cayenne de Eike, que custa entre R$ 600 mil e R$ 700 mil.

A ação foi determinada pela Justiça, para garantir o pagamento de indenizações em caso de condenação do empresário por crimes contra o mercado financeiro. Os bens de Eike e de sua família foram bloqueados em decisão assinada pelo juiz Flávio Roberto de Souza, da 3ª Vara.

A ordem abrange seus dois filhos mais velhos, Thor e Olin, Luma e a mãe de seu terceiro filho, Flávia Sampaio. A ordem determina o bloqueio de R$ 3 bilhões em ativos financeiros e imóveis dos cinco.





 

Fonte: O Globo