"Ele fingiu ser meu namorado", diz jovem obrigada a beijar bandido

“Ele me segurou pela gola da camisa e pediu o celular", disse a jovem.

?Ele fingiu que era meu namorado para que ninguém notasse o roubo?, afirma a universitária de 19 anos que disse à Polícia Civil do Ceará ter sido assaltada por um homem que exigiu um beijo no município de Quixadá, a 158 km de Fortaleza. A jovem conta que ainda está apreensiva em encontrar o suspeito novamente nas proximidades da Faculdade Católica Rainha do Sertão, onde estuda. ?Já me recuperei, mas ainda estou com medo e um pouco ansiosa de ir à faculdade?, disse pouco mais de uma semana após o episódio.



Na sexta-feira (11), a universitária afirmou que foi abordada pelo homem quando estava a caminho da faculdade, por volta de 17h30. ?Ele me segurou pela gola da camisa e pediu o celular. A rua estava movimentada e eu tentei avisá-lo que as pessoas poderiam perceber o que estava fazendo, mas ele disse: "Não tem problema, fique perto de mim"", conta. A jovem disse acreditar que o ladrão fingiu que os dois eram namorados para que ninguém percebesse a ação criminosa.

?Antes que eu entregasse, ele mesmo colocou a mão dentro do bolso do meu short e pegou o celular", disse a jovem. O momento inusitado aconteceu depois que o suspeito já estava com o celular. ?Ele ia me mandar embora, mas pegou no meu queixo e disse "espera aí, agora você vai me dar um beijo". Eu fiquei parada e não abri a boca. Acho que ele percebeu que eu não estava correspondendo e mandou que eu fosse embora sem olhar para trás?, relatou.

Depois do momento do roubo do celular e da exigência do beijo, a jovem disse que foi em ""estado de choque"" para a faculdade, onde chegou chorando e ligou para a polícia. ?A faculdade fica perto de um matagal e acredito que isso ajudou ele a fugir?, disse. A estudante ressalta ainda que o suspeito pediu apenas o celular para ser discreto e ninguém perceber a ação. ?Eu estava com bolsa, carteira e dinheiro, mas ele só queria o celular. Se ele saísse com uma bolsa de mulher, poderiam perceber que ele havia me assaltado?, explica.

Uma outra aluna também informou à polícia que foi abordada por um homem de cerca de 20 anos, com bigode "Don Juan" a caminho da faculdade. Ela teve o celular roubado, na segunda-feira (14), e também foi obrigada a beijá-lo.

Fonte: G1