Canadense morto durante tentativa de assalto em SP era dono de empresa e deixa quatro filhos

Canadense morto durante tentativa de assalto em SP era dono de empresa e deixa quatro filhos

Ele foi assassinado na via Anchieta, durante tentativa de assalto.

Dean Tiessen era presidente de uma empresa ligada a bioenergia

O canadense assassinado durante uma tentativa de assalto na via Anchieta, na altura de Cubatão (SP), no último sábado (7), estava no Brasil a trabalho há poucos dias. Dean Tiessen era presidente de uma empresa com sede no Canadá que buscava novas soluções tecnológicas para a agropecuária.

Atualmente, Dean era o presidente da New Energy Farms. A empresa ficou conhecida na América do Norte pela sua forma única de produção de energia. A New Energy Farms oferece soluções para o abastecimento de matérias-primas de biomassa em projetos relacionados à agricultura. A empresa tem mais de 20 anos de experiência. A empresa fornece serviços para o mercado de colheita de energia, tanto para os agricultores e usuários finais. Dean costumava viajar com outros empresários para conhecer tecnologias na agricultura em outros países e também fazer comercializações em países como o Brasil.

Dean tem desenvolvido sistemas de propagação, líderes da indústria, para a multiplicação rápida de gêneros botânicos e extensos relacionamentos com fornecedores de genética de novos cultivos. Em 2011, Dean ganhou o Prêmio Premiers para Agroalimentar Excelência. A empresa dele opera nos Estados Unidos, Canadá e Europa. Ele costumava dar palestras sobre bioenergia. Segundo o site da empresa, hoje eles têm 300 hectares de grama, produzindo o equivalente a 30 barris de petróleo por hectare por ano.

Em sua página em uma rede social, Dean Tiessen postou fotos recentes em fazendas no Brasil, que visitava desde o fim de novembro. Ele passou pelas cidades de Limeira, Campinas e veio no fim de semana para o litoral de São Paulo. Segundo o amigo dele, Paul Darver, eles foram para o Guarujá. A dupla chegou a ter um almoço de negócios e o crime aconteceu quando eles retornavam para a capital paulista.

Dean era casado e tinha quatro filhos: dois meninos e duas meninas. Ele morava em Leamington, no estado de Ontario, no Canadá, onde também estava sediada a empresa da qual era presidente.

O canadense Dean William Tiessen e o inglês Paul Adrian Carver estavam no Brasil a negócios desde o fim de novembro. No dia 7 eles resolveram aproveitavar o fim de semana para visitar o litoral de São Paulo e, na volta para a capital, foram abordados por três criminosos em um carro branco.

Os suspeitos ameaçaram os empresários e exigiram que eles descessem do veículo. Uma vez fora do carro, ambos foram abordados e sem reagir concordaram em ceder os bens de valor que possuíam. Nesse momento um dos criminosos baleou Dean duas vezes, que morreu ainda no local. Um caminhoneiro que havia sido feito refém minutos antes pediu ajuda pelo celular. O Samu e a Polícia Militar chegaram minutos após a ocorrência.

O caso foi registrado na Delegacia Sede de Cubatão. Os policias investigam o paradeiro dos suspeitos.

Fonte: UOL