"Ele pediu ajuda andando com a faca na cabeça", diz delegado após cirurgia

Polícia investiga hipóteses de tentativa de homicídio e latrocínio.

O trabalhador rural de Agudos, no centro-oeste de SP, atendido com uma faca cravada na cabeça conseguiu pedir ajuda aos vizinhos mesmo com o objeto alojado no crânio, segundo informações do delegado responsável pelo caso, Jader Biazon. De acordo com ele, o homem foi encontrado consciente e levado Pronto-Atendimento da cidade, onde ainda conversou com os policiais.



"Ele foi encontrado com a faca cravada na cabeça no meio da rua. Andava normalmente e pedia socorro. Os vizinhos levaram a vítima até o pronto-socorro e, durante o trajeto, ele alegou que não se lembrava do que havia acontecido", disse Biazon.

O homem foi, então, encaminhado ao Hospital de Base de Bauru (SP), como vítima de agressão. Segundo informações da assessoria de imprensa da Fundação para o Desenvolvimento Médico e Hospitalar (Famesp), o paciente passou por uma cirurgia na segunda-feira (6) para retirar a faca e está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), entubado e sedado. Ainda segundo a Famesp, o procedimento foi realizado com sucesso.

O trabalhador continuará internado em observação para que a equipe médica aguarde a evolução do quadro. Ainda não há previsão se ele poderá ficar com sequelas.

De acordo com as primeiras investigações da Polícia Civil, apesar de a vítima ter alegado tentativa de suicídio ? já que disse ter golpeado a própria cabeça após brigar com o companheiro em casa ?, o caso será apurado.

"No pronto-socorro, o homem relatou aos policiais que havia tentado suicídio. No entanto, a polícia não descarta nenhuma hipótese e também trabalha com uma possível tentativa de homicídio e até latrocínio, pois, segundo um relato preliminar da mãe da vítima à polícia, alguns objetos eletrônicos haviam sumido da casa", afirmou o delegado.

Fonte: G1