"Ele queria me tirar como otário", diz taxista que esfaqueou proprio colega

Acusado disse que não tinha intenção de matar

Sandro dos Santos Pereira Novaes, de 27 anos, foi conduzido à delegacia de Tancredo Neves após se flagrado agredindo com facadas um colega de trabalho na manhã desta sexta-feira (10). Na unidade policial ele contou que a discussão foi por causa de um ponto de táxi.



Segundo Lídio Francisco do Couto Filho, a confusão começou na rodoviária. O acusado o agrediu com um soco e depois voltaram a se encontrar na avenida Paralela, onde entraram em luta corporal e a vítima acabou sendo esfaqueada. Os policiais chegaram no momento da confusão e o agressor foi detido.

O homem foi socorrido para o HGE (Hospital Geral do Estado) aonde foi medicado, recebeu alta e se apresentou à unidade policial para ser ouvido.

Novaes disse que não tinha intenção de matar o colega.

? Ele queria me tirar como otário, não sou de comer reggae, cai pra dentro (...). Ele é gordo, alto, forte, e eu sou magro, franzino (...). Jamais ia matar ele, só pra ver que não sou otário.

Fonte: r7