"Ele queria o meu olho", diz jovem que perdeu visão ao ser atacada pelo ex

Felipe de Oliveira Paiva de Lima, que tem a mesma idade da menina, foi preso em Araguari (MG), no Triângulo Mineiro.

A jovem que levou mais de 20 facadas do ex-namorado no mês de março, em Alterosa (MG), comemorou a prisão do suspeito da tentativa de homicídio. Felipe de Oliveira Paiva de Lima, que tem a mesma idade da menina, foi preso em Araguari (MG), no Triângulo Mineiro. Por causa da agressão, a jovem Karina Gonçalves de Almeida, de 22 anos, perdeu parcialmente a visão.

"O tempo todo ele queria meu olho, mas eu fiquei me defendendo enquanto ele esfaqueava, me defendendo. Eu quero que a justiça seja feita, que ele pegue 10, 20 anos, mas que a justiça seja feita do jeito que tem que ser", disse Karina.

O ex-namorado da menina estava foragido há 37 dias. Ele e um parente passavam na MG-233, no Triângulo Mineiro, quando foram parados em uma blitz da Polícia Militar do Meio Ambiente. Na abordagem, o suspeito disse apenas o nome e não mostrou os documentos. Ao pesquisarem os antecedentes criminais, os policiais constataram que havia um mandado de prisão em aberto contra ele.

A agressão contra a menina aconteceu quando ela voltava da academia. Conforme a polícia, Karina passava pela rua quando viu que o ex-namorado parou o carro. Ele perguntou com quem ela conversava. Karina disse que estava com a mãe ao telefone e neste momento, o rapaz abriu a porta do carro e já desceu com uma faca na mão para golpear a menina. Mesmo caída, ele continuou dando facadas e em seguida a chutou por várias vezes. Logo depois, ele fugiu. O rapaz não aceitava o fim do relacionamento, que durou seis meses e acabou em janeiro deste ano.



Karina perdeu a visão do olho direito e parte dos movimentos da mão esquerda. Ainda existe a esperança que ela possa recuperar 40% da visão. Ela ainda vai passar por mais três cirurgias neste ano.

Felipe será transferido para a Delegacia de Alfenas, onde será ouvido e em seguida encaminhado para o Presídio da cidade. O delegado regional de Alfenas, Celso de Ávila, investiga se uma parente do rapaz participou da tentativa de homicídio informando onde a vítima estaria, além de ajudar na fuga do suspeito. Antes de ser preso, ele continuava fazendo ameças à ex-namorada.

Fonte: G1