Em 1ª audiência, menores negam participação no estupro coletivo

A audiência foi realizada nesta quarta-feira no Fórum de Bom Jesus

Durante audiência realizada nesta quarta-feira (1º) no fórum da cidade de Bom Jesus, os quatro menores acusados de envolvimento no estupro coletivo contra uma jovem de 17 anos, negaram terem participado do crime.

Essa foi a primeira audiência, que durou cerca de 3 horas, onde os menores falaram na frante do juiz Heliomar Rio e do Promotor Francisco Santiago em uma sala fechada onde estavam presentes também os advogados dos menores e os seus pais.

Ao se referirem ao crime eles afirmaram que o ato sexual foi consumado por Roberto Silva de Oliveira, 18 anos que está preso.

O crime aconteceu na madrugada de 19 para 2o de maio quando a jovem foi encontrada pela população em uma obra abandonada e sem roupas. O laudo médico atestou a conjunção carnal. A jovem teria sido embriagada por quatro adolescentes e pelo rapaz de 18 anos.

Devido a crueldade, o caso ganhou grande repercussão e a ONU mulheres (Organização das Nações Unidas) que emitiu uma nota de solidariedade. O Ministério Público do Piauí havia pedido a internação dos adolescentes envolvidos, mas o juiz Heliomar Rios Ferreira, determinou a soltura deles alegando que eles possuíam bons antecedentes e que a soltura não irá prejudicar o processo. O episódiou gerou polêmica e houve manifestação da vice-governadora Margarete Coelho e uma exlicação do advogado Nazareno Thé.

O Ministério Público informou que vai solicitar a revogação da decisão de que os adolescentes respondam o crime em liberdade.

Fonte: Portal MN