Em ato de racismo, jovem é violentado por usar tênis caro no Piauí

Mateus teve o nariz fraturado na madrugada de terça-feira

“Preto não pode usar roupa boa nem tênis caro”, foi o que ouviu Mateus Rodrigues de Sousa Martins, de 20 anos, antes de ser espancado na madrugada de terça-feira, 04, no Povoado Buriti Grande, no município de Dom Expedito Lopes.

O acusado de cometer o crime de racismo é conhecido de Mateus, que afirmou que nunca imaginou que isso poderia acontecer.

“Isso já tinha acontecido outra vez, quando ele me chamou de preto e gordo, mas eu relevei por ele ser uma pessoa conhecida de longa data. Mas dessa vez, por eu estar com um tênis meio caro ele me disse que preto não poderia usar roupa boa nem tênis caro, por ser preto. Nunca imaginei que uma pessoa dessa iria fazer isso comigo, um racista”, disse a vítima.

Mesmo lesionado Mateus afirmou que procurou a polícia para denunciar o fato.

“Fraturei meu nariz e ainda não sei se vai ser preciso fazer cirurgia, no momento do crime estávamos só eu e ele, e eu estava voltando para casa da aminha avó, após o fato ele ainda me ameaçou de morte se eu levasse o caso à polícia”, explicou.

A irmã de Mateus, Mylla Martins, publicou o fato nas redes sociais externado sua indignação. A postagem já foi compartilhada quase 400 vezes e vem causando revolta nos internautas.

Image title

Image title

Fonte: Picos 40 Graus