Em noite violenta, jovem é morto e PMs são encurralados em tiroteio

-Meu filho não tinha qualquer ligação com o tráfico, disse a mãe

Um adolescente de 14 anos morreu baleado, na favela de Manguinhos, na Zona Norte do Rio. Caio Daniel da Silva Lima foi atingido nas costas e no braço. O jovem foi ferido no Campo da Esperança, Vila Turismo, onde policiais da UPP trocaram tiros com bandidos. A Divisão de Homicídios (DH) da capital investiga o caso. Próximo dali, um vídeo mostra policiais militares encurralados durante um confronto.

O primo de Caio, Erick Cardoso de Aquino, de 19 anos, também foi baleado e está preso sob custódia no Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier. A família diz que ele não tinha envolvimento com o tráfico de drogas. Um PM também ficou ferido no confronto.

-Foi tudo forjado. Meu filho não tinha qualquer ligação com o tráfico - afirmou a mãe do rapaz, que foi autuado por resistência, associação para o tráfico e tentativa de homicídio.

Já segundo a mãe de Caio, seu filho foi baleado num beco quando tentava fugir dos tiros e voltar para casa. Ela diz, no entanto, que os PMs chegaram atirando e só depois teve início o confronto.

Imagens gravadas na Rua Doutor Luiz Gregório de Sá, em Manguinhos, mostram oito PMs presos durante o tiroteio. Eles só saem dali quando um blindado da Polícia Militar resgata o grupo. O vídeo também mostra o momento em que um policial militar precisa correr para não ser atingido. Um morador contou que os PMS estavam escondidos dentro de um restaurante da região. O tiroteio aconteceu entre 22h e 2h.

Image title

Fonte: Com informações do Jornal Extra