Vereador preso por abuso sexual combatia o crime em campanha

Vereador preso por abuso sexual combatia o crime em campanha

Francisco Barbará foi preso por suspeita de contratar serviços sexuais de garotas entre 14 e 17 anos

O presidente da Câmara de Vereadores de Uruguaiana, Francisco Barbará, preso por suspeita de contratar serviços sexuais de garotas entre 14 e 17 anos, chegou a usar o combate ao crime como bandeira política. Em 2010, ele promoveu uma audiência pública no Legislativo municipal para debater o problema de crianças e adolescentes que passavam o dia e a noite nas ruas e acabavam vítimas de abusos e exploração sexual.

Na terça-feira, logo após ser preso, Barbará informou o fato por telefone ao vice-presidente da Câmara, José Clemente da Silva Corrêa. A Comissão de Ética da Casa deve instaurar um procedimento interno para estudar o caso. O vereador foi preso junto com outras quatro pessoas naquela manhã. Segundo a Polícia Civil, um dos presos era suspeito de intermediar os encontros entre adultos e as vítimas. Os outros quatro homens, o vereador e três empresários, contratavam com frequência os serviços sexuais de jovens, de acordo com o delegado Thiago Albeche. Barbará foi candidato a prefeito do município, mas não se elegeu.

Fonte: Terra