Empregada é suspeita de agredir idosa em São Paulo

A família desconfiou e decidiu instalar uma câmera dentro do quarto

Uma mulher de 33 anos é suspeita de ter agredido em Botucatu, a 238 km de São Paulo, uma idosa de 70 anos que é cega, surda e não pode andar. A mulher tinha sido contratada para tomar conta da idosa.

Imagens de um vídeo gravado pela família da idosa mostram a vítima apanhando no rosto e sendo sufocada com um pano. A agressora foi paga para cuidar dela, mas teria sido flagrada puxando os cabelos e batendo na idosa.

Percebendo hematomas no corpo da mulher, a família desconfiou e decidiu instalar uma câmera dentro do quarto. Em uma semana, a rotina de violência que a vítima sofria foi comprovada. As imagens foram entregues à polícia.

Mesmo antes de fazer as gravações, a família já tinha registrado um boletim de ocorrência por suspeita de maus-tratos. Na época, a empregada foi chamada para depor, mas disse que não sabia de nada. Agora, ela vai ter que prestar um novo depoimento.

Um laudo constatou lesão grave na idosa, provocada por meio cruel. Segundo a delegada que investiga o caso, os advogados da empregada alegam que ela tem problemas mentais. ?A idade cronológica dela é de 33 anos, mas a idade emocional, psicológica, é de 3 a 6 [anos] segundo o laudo apresentado até o momento. Agora, se ela teve ou não discernimento na prática do ato, isso tudo ainda tem que ser apurado através de médicos, psiquiatras?, afirmou Mary Ribeiro Dias.

Fonte: g1, www.g1.com.br