Empresária é indiciada após deixar jovens sem formatura

Empresária é indiciada após deixar jovens sem formatura

A festa de formatura para as 17 escolas deveria ocorrer no dia 14, mas não aconteceu.

A empresária Liliane Venâncio da Silva, 33, responsável pela empresa de formaturas Lilitty Eventos, foi indiciada por estelionato ontem após prestar depoimento à polícia na zona leste de São Paulo. Ela deixou formandos de 17 escolas sem o baile de formatura, que deveria ter ocorrido no último dia 14.

De acordo com a Polícia Civil, no depoimento de ontem, Silva afirmou que a festa não ocorreu porque um fornecedor teria avisado pouco antes do evento que não serviria a comida e a bebida, como estaria combinado. Ela, no entanto, não deu o nome ou detalhes de quem seria o fornecedor.

Silva já tinha faltado outras duas vezes ao depoimento à policia. Sua defesa também entrou com um pedido de habeas corpus na Justiça, mas ele foi negado na semana passada. A polícia afirmou que ainda está ouvindo os jovens que ficaram sem a formatura e seus pais.

A festa de formatura para as 17 escolas deveria ocorrer no dia 14, mas não aconteceu. Os estudantes só descobriram que não haveria festa na porta do local combinado. Frustrados e ainda vestidos com roupas de festa, alguns dos jovens decidiram registrar boletim de ocorrência.

Os jovens fizeram uma viagem de formatura em setembro passado e a colação de grau em fevereiro deste ano por essa mesma empresa. A festa havia sido inicialmente marcada para o dia 31 de março, mas tinha sido adiada para o dia 14 de abril. O pacote com todos esses eventos custou R$ 1.500 por pessoa.

Fonte: Folha.com