Empresário comete suicídio para família receber seguro de vida

Empresário comete suicídio para família receber seguro de vida

Empresário, morto com sua própria arma, estava com diversas dívidas e seus bens foram repassados ou registrados em nome de outras pessoas

A polícia de Barra do Ribeiro (RS) entregou o inquérito sobre a morte do empresário catarinense Patrício Siqueira. Segundo o relatório, Siqueira teria cometido suicídio para forjar seu assassinato e dar à sua família um seguro de vida no valor de R$ 1 milhão.

"Foi o caso mais surpreendente com que me deparei em vinte e oito anos de profissão, a conclusão a que chegamos foi realmente inusitada" disse o delegado sobre o crime ocorrido em 1º de abril de 2011.

O empresário era apontado como testemunha principal no processo sobre a falência da empresa Campeiro Produtos Alimentícios, em Tubarão (SC). No começo das investigações a polícia cogitou que a morte de Patrício Siqueira como "queima de arquivo".

Contudo, durante as investigações o delegado descobriu que o empresário, morto com sua própria arma, estava com diversas dívidas e seus bens foram repassados ou registrados em nome de outras pessoas.

Além da grave situação financeira, Patrício estava em um quadro depressivo e dois meses antes do crime fez seu seguro de vida, colocando a esposa e o filho como beneficiários.

Fonte: Terra