Empresário discutiu com ex-companheira antes de matá-la

"Foi uma discussão de relacionamento", disse o delegado.

Um empresário identificado como Rogério Ferreira Alves, de 39 anos, dono de uma academia,  matou a namorada Dayely Fonseca , de 22 anos, e em seguida  tirou a própria vida nesta segunda-feira (3), no Jardim Curitiba II, em Goiânia.  O delegado Dannilo Proto, responsável pelo caso, informou que o crime ocorreu após discussão entre os dois.

"O casal estava separado e tentava reatar. A secretária da academia disse que eles tiveram uma discussão (pouco antes do crime). Foi uma discussão de relacionamento, mas não violenta — contou o delegado, que planeja ouvir parentes das vítimas e outros funcionários da academia para saber como era a relação entre os dois", disse. 

O empresário atirou três vezes contra a namorada e, em seguida, se matou. "A mulher não morava na casa. Pelo que testemunhas nos relataram, eles já tinham terminado o relacionamento",

Testemunhas disseram que a academia estava aberta quando o crime aconteceu. "Foi uma outra mulher que trabalha aqui que achou os corpos na casa dele. Ninguém percebeu nada de estranho até então", disse uma jovem.

"O motivo do crime ainda não está esclarecido", finalizou o delegado.

Rogério Ferreira ao lado da namorada, Dayely Fonseca (Crédito: Reprodução)
Rogério Ferreira ao lado da namorada, Dayely Fonseca (Crédito: Reprodução)


Fonte: Com informações do Extra