Empresários são presos por elo com tráfico

Eles fornceciam drogas para vários estados do Brasil

A quadrilha desarticulada pela Polícia Civil suspeita de envolvimento com o tráfico de drogas em vários estados do Brasil é considerada pela polícia uma das maiores fornecedoras de drogas para o conjunto de Favelas do Alemão, Manguinhos e Jacarezinho, no subúrbio do no Rio. De acordo com a polícia, ao todo, sete pessoas foram presas em São Paulo, no Distrito Federal e em Mato Grosso do Sul.

As investigações começaram em janeiro durante uma operação na favela de Varginha, em Manguinhos, quando uma agenda do tráfico foi encontrada. A polícia concluiu que de maio de 2009 a janeiro de 2010, o lucro do tráfico em Varginha passava dos R$16 milhões.

Ainda de acordo com a polícia, a quadrilha é suspeita de fornecer drogas também para outros estados. A lavagem da droga seria feita em Brasília, onde dois empresários da construção civil, que são irmãos, foram presos. Eles são acusados de fazer a lavagem do dinheiro da droga que era trazida do Paraguai por dois suspeitos, que foram presos em Mato Grosso do Sul.

De acordo com informações da polícia, 30 traficantes das favelas da Zona Norte do Rio foram identificados e estão com a prisão decretada pela Justiça.

As prisões aconteceram na quarta-feira (18) durante a ?Operação sem Fronteiras?, que cumpria mandados de busca e apreensão em residências e escritórios dos suspeitos. No Distrito Federal, um prédio inteiro pertencente a uma construtora foi revistado pelos policiais.

A ação aconteceu a partir das investigações da 21ª DP (Bonsucesso) e está sendo coordenada pelo Departamento Geral de Polícia da Capital (DGPC). Segundo a polícia, um dos empresários detidos na quarta também tem prisão decretada no Paraguai.

Fonte: g1, www.g1.com.br