Enfermeiro de 47 anos é acusado de abusar sexualmente de mais de cem pacientes

Serdula foi detido na última segunda-feira sob acusações de sodomia e abuso infantil.

Um enfermeiro anestesista foi acusado nesta quarta-feira (25) de estuprar mais de cem pacientes em Atlanta, no Estado da Geórgia, Estados Unidos.

A polícia informou que possui vídeos que mostram os abusos.

O homem, identificado como Paul Patrick Serdula, de 47 anos, trabalhava em consultórios médicos e dentários da zona metropolitana de Atlanta.

Segundo fontes judiciais, Serdula foi detido na última segunda-feira sob acusações de sodomia e abuso infantil.

Um porta-voz da polícia do Condado de Cobb disse que a detenção aconteceu depois da descoberta de vídeos que mostravam Serdula abusando dos pacientes sob efeito de anestesia.

A polícia disse, ainda, que a investigação revelou que as agressões sexuais foram cometidas durante vários anos. Entre as vítimas estariam pacientes de outros Estados.

O sargento Dana Pierce, da polícia de Cobb, disse que o número de vítimas do enfermeiro pode passar de cem:

- A magnitude disto é quase surreal.

Segundo as autoridades, o homem trabalhava sob contrato para vários médicos e dentistas.

Pierce disse que falou com muitos pacientes que acreditam ter sido vítimas do estuprador.

Segundo fontes judiciais, a maior dificuldade para os investigadores é que a maioria das vítimas não poderia afirmar com certeza se foi atacada por Serdula, em virtude do forte efeito da anestesia.

Serdula teve a licença para trabalhar suspensa desde a sua prisão.

Ele atuava na região de Atlanta desde 1997.

Fonte: R7, www.r7.com